Correntes do passado


Sigo a corrente blogueira, não sem certa demora, de fazer 6 revelações pessoais, como exigiu o admirado amigo Guilherme Póvoas:

1. Aos dez, metaleiro, usava uma bandana dos EUA na cabeça.
2. Aos 9 (?), dancei em público imitando ao Michael Jackson. Chapéu e tudo.
3. O eixo estrutural da primeira música que compus era a seguinte frase: “Bósnia, Bósnia, meu nome é guerra; o nome do pai é Yugoslávia, o nome da minha mãe é Russia (e aqui entrava um gritinho a la Axl Rose).
4. Trinta segundos antes de saltar de paraquedas, tive uma ânsia de vômito que obrigou aos outros dois tripulantes do micro-avião a se expremer com medo à força da natureza.
5. Meu primeiro esboço de novela era uma cópia vergonhosa de Cem Anos de Solidão.
6. Por controvérsias alheias, comi no McDonalds com a camiseta do Che. Com essa o Fidel me bota na rua. Fazer o quê?

O seguinte será o Sr. Sílvio Pilau, do Viagem Literária.

Anuncios

2 pensamientos en “Correntes do passado

  1. Guilherme Póvoas

    Muy bien! Coincidência ou não, alguns itens das tuas revelações poderiam estar na minha lista também. De uma ou outra forma, cometi equívocos perdoáveis pela ingenuidade eufórica da infância. Que saudade dos meus 12 anos! Vem visitar, rapaz.

    Responder

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s